Category Archives: Todas as Notícias

Juazeiro: UNEB reúne profissionais da cena cultural em audiência pública sobre cultura, artes e movimentos democráticos

Evento marcou processo de diálogo amplo entre a comunidade acadêmica e a comunidade externa da cena cultural

A UNEB, por meio da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), em conjunto com o Gabinete da Reitoria e as Assessorias Especiais de Cultura e Artes (Ascult) e Territorial (ASSEPT), deu início a I Audiência Pública sobre Culturas, Artes e Movimentos Democráticos na Extensão Universitária, no Campus III da universidade, em Juazeiro, na última segunda-feira (15). O evento marcou o primeiro passo em um processo de diálogo amplo entre a comunidade acadêmica e a comunidade externa da cena cultural.

A audiência pública reuniu um público plural e engajado, composto pela comunidade acadêmica da UNEB, além de outras instituições de ensino superior, educadores, estudantes, artistas, produtores culturais e pessoas ligadas aos movimentos democráticos. Essa diversidade de vozes e perspectivas enriqueceu o debate e evidenciou o compromisso da instituição com a construção de uma extensão universitária comprometida com o território.

A abertura do ciclo de Audiências Públicas promovido pela UNEB foi marcada pela apresentação do poeta e músico Fatel. Na oportunidade, o artista ressaltou a necessidade da academia se aproximar da cultura local. “Essa atitude é importante para o fortalecimento da cena artística regional. Fundamental, tanto para o enriquecimento desse ambiente, quanto para que haja uma formação de público consciente da cena artística que pertence ao seu local, essa mesma juventude não pode estar alienada à sua cultura”, pontua Fatel.

Os trabalhos foram iniciados com a mesa institucional tratando do papel da universidade como promotora da extensão universitária. Participaram da atividade a pró-reitora de Extensão (Proex), Rosane Vieira, assessora da Ascult, Nelma Aronia, gerente de Apoio à Cultura e às Ciências da Proex, Daniela Galdino.

“A universidade é mais do que um local de formação, é um espaço de interseção com os movimentos sociais. Nesse sentido, a presença de coletivos culturais dentro da universidade é fundamental para a avaliação e implementação efetiva das políticas de extensão”, frisou a pró-reitora da Proex, Rosane Vieira.

Também estiveram presentes na mesa as diretoras Andréa Cristiana Santos (Departamento de Ciências Humanas – DCH III) e Gertrudes Macario (Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais – DTCS III), que pautaram o papel da universidade enquanto valorizadora da extensão universitária, entendedora da importância do vínculo com produtores de cultura em suas mais diversas formas e mediadora de cultura.

“O Campus de Juazeiro foi escolhido para sediar a primeira audiência por seu histórico de atuação extensionista, por meio de projetos que são desenvolvidos em todos os cursos, pela formação contextualizada e humanizada que desenvolve e pelo seu compromisso com o território. É um momento de suma importância, não apenas para o diálogo entre a universidade e a sociedade, mas também como uma expressão vibrante da nossa democracia e incessante busca por conhecimento e evolução”, ressaltou Gertrudes Macario.

Extensão universitária na prática

Reflexões sobre a extensão na prática deram o tema da mesa redonda. A professora do curso de Jornalismo do DCH III, Dalila Santos, salientou a relevância da UNEB em sediar a primeira audiência pública sobre extensão universitária. “A participação da comunidade externa e dos grupos colaborativos em espaços de formação como a UNEB é importante para desmistificar estereótipos e promover a interação entre academia e as comunidades”, disse a docente, que também apontou a necessidade de recursos financeiros para facilitar o intercâmbio e a integração entre a comunidade externa e o espaço acadêmico.

O público presente trouxe questões multidisciplinares para a discussão. A psicóloga e representante do Núcleo de Mobilização Antimanicomial do Sertão (Numans), Ananda Fonseca, enfatizou a conexão entre arte, cultura e a luta antimanicomial. “A interdisciplinaridade proporcionada pela audiência pública é crucial para promover um intercâmbio entre os diversos campos que podem colaborar de maneira conjunta nessa causa”, afirmou.

A artista plástica e escultora, Carina Lacerda, refletiu sobre a educação artística na região. Com um vasto currículo de projetos realizados, Lacerda compartilhou suas experiências enriquecedoras trabalhando com alunos de escolas públicas em diversas faixas etárias.

O professor do DCH III, Josemar Martins Pinzoh, apontou que diante de todas as questões discutidas na cerimônia e que serão debatidas nos eixos temáticos, “é necessário pensar em desconstruir culturas que estão intrínsecas na sociedade e contribuem ao fascismo e outros regimes. A universidade e comunidade devem estar atentas e buscar combater o machismo, LGBTFobia e outras culturas, como a que privilegia grandes artistas e desconsidera quem produz cultura localmente”.

Texto: Ana Beatriz Menezes e Rayssa Keuri. Fotos: Nara Gabriella / Núcleo de Comunicação – Campus III

Programa Partiu Estágio inscreve estudantes universitários para 6.193 vagas até esta sexta (19)

O programa Partiu Estágio 2024 está com inscrições abertas até esta sexta-feira (19). São 6.193 vagas para universitários. Este é o Edital com maior número de oportunidades de estágio desde o lançamento do programa, em 2017.

O Edital disponibiliza 1.733 vagas para Salvador e outras 4.460 para cidades do interior do estado e da Região Metropolitana da capital. Nesta edição, o programa oferece oportunidade de estágio para estudantes de 126 cursos universitários, distribuídos entre 302 municípios da Bahia e em 60 órgãos do Estado. Os discentes terão direito a bolsas de R$ 455, além de auxílio-transporte e férias remuneradas.

As inscrições dos estudantes devem ser realizadas pela plataforma de serviços do estado BA.GOV.BR (www.ba.gov.br). Para participar, os discentes precisam ter idade mínima de 16 anos, residirem no estado da Bahia, ter concluído 50% ou mais da carga horária do curso de graduação e devem estar regularmente matriculados em instituição de nível superior com sede ou polo situados na Bahia. O curso de graduação pode ser nas modalidades presencial, semipresencial ou Ensino a Distância (EAD).

O estudante deverá efetuar sua inscrição conforme os procedimentos estabelecidos no Edital 01/2024, publicado no Diário Oficial do Estado e disponível no site da Secretaria da Administração (www.saeb.ba.gov.br).

O passo a passo completo para fazer inscrição no Partiu Estágio está no Edital 01/2024. Os candidatos que não possuem cadastro na plataforma www.ba.gov.br precisam fazê-lo antes de realizar a inscrição. O estudante que for selecionado para a vaga de estágio, receberá uma mensagem via aplicativo whatsapp, informando alteração do seu status no site do BA.GOV.BR e deverá acessá-lo para verificar os procedimentos, prazos e a forma da entrega da documentação. A relação dos estudantes selecionados para o Programa Partiu Estagio também será disponibilizada no site da SAEB (www.saeb.ba.gov.br).

O Edital do programa concede prioridade aos candidatos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Também são prioritários estudantes que cursaram todo o ensino médio em escola pública ou aqueles que estudaram com bolsa integral na rede privada. O Partiu Estágio prevê 10% das vagas reservadas para estudantes com deficiência, conforme estabelece a Lei federal nº 11.788, de 25 de setembro de 2008.

O estágio tem duração máxima de um ano, sem possibilidade de prorrogação, exceto quando se tratar de estagiário com deficiência. O programa tem carga horária de 4 horas diárias e de 20 horas semanais.

Acesse o Edital do Programa Partiu Estágio

Informações: www.saeb.ba.gov.br

*Com informações e imagem da Secretaria estadual de Administração (Saeb)

Centro de pesquisa da UNEB estreia nova edição da live “Terça da Tese” sobre análise cognitiva: dia 30/04

A UNEB, por meio do Centro de Pesquisa em Educação e Desenvolvimento Regional (CPEDR), vai realizar a nova edição da live “Terça da Tese”, no dia 30 de abril, às 15h, por meio da plataforma Microsoft Teams.

A atividade versará sobre o tema “Corpo como matriz de análise cognitiva: um estudo da memória corporal na arte terapêutica para difusão do conhecimento”.

O evento terá a palestrante Gedalva Neres da Paz, doutora em Difusão do Conhecimento pela Ufba, e coordenadora pedagógica da Escola Municipal de Salvador Amai Pro.

O encontro vai permitir a UNEB conhecer muitos dos trabalhos desenvolvidos por pesquisadores da universidade (estudantes, docentes e técnicos) e colaboradores nacionais e internacionais, que tem contribuído para a pesquisa, ensino e extensão universitária ampliando conhecimento.

Os interessados em participar deverão enviar a solicitação para o e-mail cpedrtercadatese@listas.uneb.br, contendo o Título do Trabalho (Tese), resumo e autor/autora.

Idealizado pela professora e coordenadora do CPEDR, Leliana de Sousa, o projeto “Terça da Tese” visa difundir a produção científica ampliando o diálogo com a comunidade e contribuindo para o desenvolvimento e inovação do fazer científico.

As apresentações do projeto acontecerão pelas plataformas virtuais todas as terças-feiras de cada mês, no horário das 15h às 17h.

Informações: CPEDR – Tel.: (71) 3117-2469/2406

UNEB celebra dez anos do curso de Administração no Campus de Eunápolis: dia 17/04

O Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias (DCHT) do Campus XVIII da UNEB, em Eunápolis, vai realizar a cerimônia de comemoração dos dez anos do curso de Administração, no dia 17 de abril, às 18h, no auditório da unidade.

Segundo a organização, a iniciativa não é apenas uma celebração, mas também uma oportunidade única para promover o networking entre estudantes, egressos, docentes, profissionais da área e membros da comunidade local. Além disso, será um momento de reflexão sobre o futuro da Administração, explorando as tendências emergentes, os desafios e as oportunidades que estão por vir.

A atividade é gratuita e os interessados em participar deverão solicitar inscrição no site do evento. A programação da solenidade reserva mesa institucional, trajetória e perspectivas futuras do curso, além de homenagens aos que contribuíram para a consolidação da formação na região.

Destaque para a palestra “Do AC ao AI – O papel do executivo de Administração”, a ser ministrada por Paulo Sergio Mendonça, professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-RP/USP).

O evento é realizado em parceria com a Empresa Júnior do Curso de Administração (Ejuca) do Campus XVIII da universidade, em Eunápolis.

Informações: Instagram – @admeunapolis ou @ejucauneb

Imagem (destaque): Divulgação

Editora da UNEB lança edital para publicação impressa de livros científicos; submissão de 22/04 a 23/05

A Editora da UNEB (Eduneb) lançou o edital 024/2024 referente à Seleção de Livros Científicos para publicação impressa no ano de 2025.

Serão selecionadas 20 obras originais e inéditas, para publicação em formato impresso, nas modalidades autoral ou coletânea.

Os interessados devem realizar as submissões entre os dias 22 de abril e 23 de maio através do endereço www.inscricao.uneb.br/eduneb2024.

Neste edital, o livro cientifico é entendido como aquele destinado a divulgar conhecimentos oriundos de pesquisas, individuais ou coletivas, de mestrado, doutorado, pós-doutorado, livre docência e outras realizadas pelos grupos de pesquisa na UNEB ou em parceria com outras instituições, com potencial de impacto no ensino, na pesquisa e na extensão.

O edital completo pode ser acessado no site da editora ou no selecao.uneb.br/editais2024.

A oficina de conversão de Teses e Dissertações em Livros pode ser acessada no canal YouTube.com/@EditoradaUneb.

Informações: www.eduneb.uneb.br

Jornalista lança livro na UNEB sobre estratégias do sionismo contra o povo palestino: dia 16/04, em Salvador

O jornalista Breno Altman lançará o seu livro intitulado “Contra o Sionismo: retrato de uma doutrina colonial e racista”, no dia 16 de abril, às 9h, no auditório Jurandyr Oliveira, localizado no Departamento de Educação (DEDC) do Campus I da UNEB, em Salvador.

A obra, publicada pela Editora Alameda, destaca as razões que levam Israel a ser contra a Palestina, demonstrando como o sionismo não representa o povo judeu, a partir daí traz elementos para comprovar que é uma ideologia colonial, racista e teocrática. A obra poderá ser adquirida por R$ 58.

Além do lançamento do livro e sessão de autógrafos, o evento terá espaço aberto para debate sobre a guerra entre Israel e Palestina.

De descedência judaica, o comunicólogo Breno Altman é fundador do site de notícias Opera Mundi.

O lançamento do livro também será realizado no dia 15 de abril, às 18h30, na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente no Estado da Bahia (Sindae-BA), localizado no bairro dos Barris, em Salvador. Já no dia 16 de abril, às 14h30, o lançamento será no Centro de Estudos e Pesquisas em Humanidades (CRH) da Universidade Federal da Bahia (Ufba), no bairro da Federação, em Salvador.

O evento é realizado pelo Comitê Baiano de Solidariedade ao Povo Palestino e Centro Acadêmico de Filosofia, com apoio do Departamento de Educação (DEDC) e da Seção Sindical dos Docentes da UNEB (Aduneb).

Imagem (destaque): Divulgação

Seminário integrado dialoga sobre programas de formação docente da UNEB

A UNEB, por meio da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (Prograd), está promovendo até hoje (11), o Seminário Integrado dos Programas Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid), Residência Pedagógica (PRP) e do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor).

O evento, aberto ontem (10), acontece no Teatro da Universidade, no Campus I, em Salvador, e reúne estudantes, docentes, pesquisadores e gestores sob a temática “Políticas e programas de formação docente: Tecendo redes colaborativas entre universidade e educação básica”.

Adriana: “Os programas são práticas acadêmicas a partir da inserção socioeducativa”

Na abertura do seminário, os participantes foram recepcionados com a apresentação poética de Bruna Silva e Evanilson Alves, jovens artistas que interpretaram versos antirracistas, promovendo um momento de reflexão do público. 

Em seguida, foi formada a mesa institucional que com as presenças da reitora Adriana Marmori, a vice-reitora Dayse Lago, o assessor técnico da pró-reitora de Ensino de Graduação (Porgrad), Thiago Martins; o coordenador executivo de programas e projetos estratégicos da Secretaria de Educação, José Bites de Carvalho, o presidente do Fórum Estadual de Educação, João Danilo Oliveira, o diretor geral do Instituto Anísio Teixeira, Iure Rubim, e a representante da Educação Básica, Alessandra Queiroz

Dayse: “Os programas está expresso nos estudos desenvolvidos pelos nossos pesquisadores”

“Quem vivencia um desses programas não sai da universidade da mesma forma que entrou. Eles são práticas acadêmicas aprendidas e protagonizadas a partir da inserção socioeducativa dos nossos estudantes em diferentes espaços escolares. Isso com o olhar da pesquisa, com o grande comprometimento social que é a extensão, e através do ensino que ocorre na graduação. São atividades que reúnem os três pilares da universidade”, declarou a reitora Adriana Marmori. 

A vice-reitora Dayse Lago destacou a importância dos programas para o desenvolvimento das pesquisas na área da educação básica. “Os programas e políticas de formação docente estão expressos na grande quantidade de estudos desenvolvidos pelos nossos pesquisadores sobre o tema. No caso do Pibid,  participamos ativamente da sua regulação, inaugurando os desdobramentos de novos núcleos para atender a nossa multicampia e implantando um espaço em conjunto com a Prograd”, lembrou a vice-reitora.

Também participaram da abertura do evento os coordenadores institucionais do Pibid, Oton Magno Santana, do Parfor, Mônica Moreira, e do PRP, Thais Vinhas Fernandes.

Formação continuada de professores

No primeiro dia, a atividade reservou a  conferência “Formação inicial e continuada de professores”, proferida por Lorena Damasceno, coordenadora-geral de Formação de Docentes e Valorização das Licenciaturas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Coordenadora da Capes, Lorena Damasceno, ministrou conferência sobre formação de docente

A palestrante fez um apanhado histórico dos três programas que se destacam como iniciativas da Capes para o cumprimento das metas do atual programa Nacional de Educação (PNE) do Governo Federal, que legisla sobre a formação docente. 

A coordenadora do Capes concluiu a conferência refletindo sobre as principais expectativas com relação ao documento produzido pelo Conselho Nacional de Educação que orienta a elaboração de um novo PNE. O projeto encontra-se em trâmite para aprovação e prevê novas ações para promover a formação, como cursos de língua inglesa e libras para docentes, valorização dos educadores tradicionais e a instituição de programas de formação para professores iniciantes.  

“É um documento coletivo, fruto de um processo democrático que traz um conjunto de oportunidades. Através da integração dele ao PNE teremos garantias legais para aspectos de relevância na formação docente”, afirmou Lorena Damasceno. 

O primeiro dia de atividades contou ainda com sessão de lançamento de livros, e mesas com temáticas específicas relativas aos programas: “Cenários do Pibid/PRP e Parfor na Uneb: Um olhar sobre os editais vigentes” e “Gestão local dos programas Pibid/PRP e Parfor na Uneb: Diálogos com coordenação de área/docente orientador/coordenação de curso”. 

Já no segundo dia de programação, serão realizadas duas mesas temáticas e uma cerimônia de encerramento.

Texto: Leandro Pessoa/Ascom. Fotos: Danilo Oliveira e Leandro Pessoa/Ascom

Salvador: UNEB realiza evento em Defesa do SUS de 23 a 25 de abril; inscrições abertas

A UNEB, por meio do Departamento Ciências da Vida (DCV) do Campus I, em Salvador, vai realizar a VI Semana em Defesa do Sistema Único de Saúde (SUS), que acontece entre os dias 23 e 25 de abril.

O evento será realizado no Teatro e nas dependências dos prédios do DCV 1 e 2, localizados no Campus I da universidade.

Com o tema “Educação como ferramenta em defesa do SUS”, a organização da iniciativa destaca que o fortalecimento do Sistema Único de Saúde perpassa por processos educacionais formais e populares fortalecidos e mobilizadores que retomem o sentido e a utopia da Reforma Sanitária Brasileira.

O evento é gratuito e aberto ao público e os interessados em participar devem preencher o formulário disponível no Google Forms. Os participantes receberão certificado.

A programação da atividade reserva conferência, palestra, mesa-redonda, diálogos, apresentações de trabalhos de extensão, pesquisa e relatos de experiência, exposição de banners e Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS), além de feiras de saúde cardiovascular, atendimento nutricional e agroecológica.

Informações: Instagram – @defesadosus.uneb

Mais Futuro: Programa de auxílio permanência inscreve estudantes até 8 de maio

O Programa Mais Futuro está com inscrições abertas, até o dia 8 de maio, para requerimento de auxílio permanência de estudantes do ensino superior, por meio de formulário online disponibilizado no endereço eletrônico http://maisfuturo2.educacao.ba.gov.br/acessoestudante e no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).

De acordo com o edital, o projeto beneficia estudantes regularmente matriculados em cursos de graduação presencial nas quatro universidades estaduais (UNEB, UESC, UEFS e UESB). com auxílio-permanência àqueles em condições de vulnerabilidade socioeconômica, oriundos de famílias cadastradas no CadÚnico e que não tenha concluído qualquer outro curso de nível superior nas quatro universidades públicas estaduais.

O Mais Futuro concede três tipos de auxílio-permanência. São R$ 300 para o Perfil Básico, direcionado a estudantes que moram nos mesmos locais onde estudam, e R$ 600 voltados ao Perfil Moradia, para aqueles que moram a uma distância superior a 100 km da universidade onde fazem a graduação. Há ainda o Perfil Complementar, que contempla estudantes beneficiários de auxílio estabelecido por atos normativos de instituições estaduais de Ensino Superior ou de entes federativos diversos que atendam aos critérios estabelecidos pelos perfis Básico ou Moradia.

O crédito do programa ocorrerá durante oito meses do ano para o estudante beneficiário do Perfil Básico e durante 12 meses do ano para o beneficiário enquadrado no Perfil Moradia. Poderá, excepcionalmente, ser acrescido o crédito de até quatro meses do ano ao estudante beneficiário do Perfil Básico, desde que comprovada uma situação de ameaça à sua permanência na universidade, nos termos do Inciso III do Art. 6º da Lei nº 13.458/2015, alterado pela Lei nº 14.360 de 1° de setembro de 2021.

De acordo com o cronograma divulgado no edital, a publicação da lista final de homologados deverá ser divulgada no dia 7 de junho de 2024.

Veja Edital do Programa Mais Futuro

Acesse aqui para realizar inscrição no Programa Mais Futuro

Texto: com informações da Ascom SEC. Imagem (destaque): Divulgação

Juazeiro: UNEB realiza Audiência Pública sobre Cultura, Artes e Movimentos Democráticos com comunidade acadêmica e externa

Nos dias 15 e 16 de abril acontecerá no Campus III da UNEB, em Juazeiro, a primeira audiência pública sobre Cultura, Artes e Movimentos Democráticos na Extensão Universitária. 

A programação tem como objetivo praticar a escuta e estabelecer diálogo com a comunidade acadêmica e externa para a elaboração de políticas extensionistas na Universidade que sejam pautadas pela horizontalidade e pela partilha de experiências. 

No primeiro dia (15), as atividades se iniciam às 18h30, com uma apresentação musical do poeta, cantador e compositor Fatel. 

Em seguida, às 19h, será constituída uma mesa institucional reunindo a pró-Reitora de Extensão (Proex), Rosane Vieira; as diretoras dos Departamentos de Ciências Humanas (DCH) do Campus III, Andréa Cristiana, e de Tecnologias e Ciências Sociais (DTCS), Gertrudes Macário, e da assessora territorial, Elza Maíra. 

A programação segue às 19h30 com uma conversa aberta sobre Culturas, Artes e Movimentos Democráticos na Extensão Universitária. Este diálogo irá reunir a gerente de Apoio à Cultura e às Ciências (GAAC) da Proex, Daniela Galdino, a gerente de Extensão da pró-reitoria, Rosana Mara, assessora Especial de Cultura e Artes (Ascult), Nelma Aronia, além do professor  José Hermogénes Moura, a escultora Carina Karla Lacerda e o artista Antonio Carvalho dos Santos.  

O segundo dia (16), será marcado pela atuação dos Grupos de Trabalho que, distribuídos por diferentes salas do campus, irão trabalhar a partir das 14h no diálogo e construção de propostas de políticas extensionistas em temáticas, como “Culturas e Comunidades Tradicionais”, “Linguagens Artísticas: produção e circulação” e “Extensão Universitária: diálogos com a comunidade externa”. 

Os frutos dos grupos de trabalho serão então socializados entre os participantes em encontro a ser realizado a partir das 16h. 

Audiência Pública

De caráter circular, as Audiências Públicas terão edições em outros campi da Universidade até o mês de novembro. Em dezembro, as escutas serão sistematizadas em um documento único elaborado pelos grupos de trabalho participantes. 

A proposição e formato de audiência pública atende às Diretrizes da Política Nacional de Extensão Universitária em vigor, que orienta para o desenvolvimento de relações entre a Universidade e os setores sociais que sejam marcadas pelo diálogo e pela troca de saberes.

A realização das audiências públicas irá buscar também mapear os equipamentos culturais existentes nas cidades onde os campi da UNEB estão localizados, bem como reunir dados que irão subsidiar o estudo de viabilidade da instalação de nove equipamentos culturais nos campi da UNEB.

A iniciativa é uma realização da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), da Assessoria Especial de Cultura e Artes (Ascult) e do Gabinete da Reitoria, através da Assessoria Especial Territorial (ASSEPT). A ação conta ainda com apoio das direções de Departamentos, Coordenações dos Núcleos de Pesquisa e Extensão (Nupe) e das Assessorias Territoriais da UNEB.

Texto: Leandro Pessoa/Ascom